GASOLINA NA FOGUEIRA

Depois da morte de Michael Jackson, houve uma erupção de fãs do suposto morto.
Até crentes começaram a demonstrar pena do cantor.
Esqueceram os casos de pedofilia.
As esquisitices dele.
Virou um santo.
Até achei que iam colocá-lo numa equipe de louvor de alguma igreja, se estivesse vivo.
Ainda mais depois que pastores subiram no púlpito do funeral-show falando de alguém que que devia estar no caixão de ouro.
Ando muito ácido em relação a muzk gospel e a sua aplicação na liturgia.
O meio acabou se tornando um fim.
Um fim da picada!
Não consigo desatar esta imagem cênica que alguns fazem. Brincam com unções e milagres, se dizendo porta-vozes divinos.
Estão muito mais para algozes da verdade bíblica.
Tem um garoto que conheço, que não sabe tocar nem um acorde inteiro, não sabe fazer a diferença entre um acorde maior ou menor, mas quer ser compositor.
Quer ser cantor.
Quando começamos a banda há uns 25 anos atrás, fui obrigado a cantar, por falta de um vocalista que se dispusesse a se arriscar conosco.
Tenho até uma voz boa.
Não é minha praia ser o front-man da banda.
Não tenho nenhum problema ou trauma quanto a isso.
Sou bem resolvido. E meu ego também.
No entanto, o incentivo não pode se tornar um holofote.
Não dá para transformar o iniciante no final.
Mas fico pensando que todos desejam seus 15 minutos de fama.
Um dos vídeos da minha banda, passou de 1200 exibições em pouco mais de um ano no Youtube.
Para mim é sensacional.
Ilustres desconhecidos. São os nossos 15 minutos.
Como também ultrapassar 8000 visitas no blog, é sensacional.
Ainda mais para quem escreve tudo sobre nada.
Muitas vezes os textos são relevantes apenas para mim.
Porém, acredito que as coisas possam mudar, quando mais pessoas começarem a perceber as incoerências e incongruências que vivemos.
Talvez assim, possamos apagar a fogueira das vaidades nas igrejas.
Mudar a postura dos governantes.
Um amigo reclamou que não estava mais escrevendo. Afirmou que quando sofria uma crise existencial e estava abandonado tinha sobre o que escrever.
Muito pelo contrário.
O tempo que está ficando escasso para tantas coisas.
Para tantas chamas.
E cada vez mais, para apagar a fogueira, alguns estão jogando gasolina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s