JAZZ É CHATO!

Estava arrumando meus CDs no final de semana, e juntando os títulos por banda ou genero muzkal.
Encontrei apenas 1 CD de jazz.
O outro que eu tinha, vendi ou dei de presente. CD de jazz para mim é igual a ser presenteado com meia, gravata ou aqueles famosos potes que não servem para nada.
Na adolescência escutar jazz era cult, intelectual.
E chato.
Os 2 últimos títulos de jazz que comprei foram Wes Montgomery (foi este que sobrou na minha coleção) e seu aluno George Benson. Comprei mais porque eram guitarristas. Acho que ouvi umas duas vezes cada um.
Qua coisa chata.
Solos intermináveis.
Temas sem emoção.
Fórmulas repetitivas.
Tem até cantilena lamuriante que já ouvi mais que estes CDs de jazz.
Mais cansativo que ouvir death metal ou Sepultura.
Até Kitaro ou Enya tem mais emoção.
Acho que jazz só serve para trilha sonora de anúncio de vinho californiano.
Agora até carro de luxo está usando temas eletrônicos para simbolizar a modernidade.
E quando se deseja representar o jazz usa-se o chatíssimo saxofone.
Não serei radical de afirmar que todo o estilo muzkal jazzistico é chato. Ou ruim.
Tem musicos bons.
Porém , são tão fechados na muzk quanto seus seguidores.
Prefiro continuar sendo radical e preconceituoso muzkalmente.
Quando Sting chamou músicos de jazz para tocar canções pops, Winton Marsalis deserdou seu irmão Winton que participava do projeto. Chamou de traidor!
George Benson quando flertou com o sucesso também foi acusado de traidor. A canção On Broadway rendeu alguns milhões de dólares ao guitarrista e muita fama.
Acho que músico de jazz faz pacto de pobreza, não quer fama por isso são tão ranzinzas quando algum deles descamba para o pop!
O guitarrista Jeff Beck, nos anos 70 procurava uma nova forma para se expressar e se juntou ao quinto Beatle George Martin, que recrutou músicos de jazz para tocar as canções de Beck. Talvez aí tenha surgido o primeiro revolucionário fusion, que o próprio Beck depois largou na busca de uma nova forma. Mas sempre cercado de músicos de jazz.
A grande contribuição do jazz à muzk, são seus músicos.
Apesar de gostar de tocar rock pesado, meus estudos na guitarra, na sua maioria, é baseado no jazz. Escalas, arpejos, etc.
Para isso o jazz serve.
Estou ACID-JAZZ hoje.

Anúncios
Publicado em: MUZK

2 comentários sobre “JAZZ É CHATO!

  1. Diogo de Jesus Pereira disse:

    Só para você ficar ciente. Você comprou um DVD do Geoge Benson e deixou lá em casa. Já o incorporei à minha coleção. Não devolvo nunca mais. Se você quiser me mandar esse que ainda está sobrando na sua casa, receberei-o com o maio prazer.abs.

  2. Alan Cosme disse:

    Finalmente encontro uma pessoa que acha jazz chato! Guitar jazz ainda vai (e olhe lá), mas os de instrumento de sopro…O pior é que se comentar isso na maioria dos fóruns de música vc fica taxado de “ignorante”, “alienado pelo sistema”, “preconceituoso” e tantos outros clichês de gente “cult”.Ps: Blues é bem melhor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s