O CORRETO APEDREJAMENTO DO EGO ADÚLTERO

Para ouvir enquanto rola a página até a postagem.

Antes de começar a escrever, fiquei alguns instantes olhando para o monitor e escutando a muzk que vc deve ter clicado lá em cima. Por isso o espaço em branco aí de cima.
Blues
sempre foi uma paixão desenfreada que tenho. Metade dos meus CDs são de blues. Gosto particularmente do Mississipi, apesar de escutar muita coisa de Chicago, mais elétrico mais rock´n´roll.
Mas a dor e o sofrimento dos sulistas é direto, tanto nas letras quanto na maneira de cantar. As muzks de abandono ou amores não-correspondidos são maioria. Acho que todos os bluesmen são uns coitados em matéria de amor.
Solitários, famosos, com dinheiro mas infelizes.
Elmore James, Muddy Watter, Sonny Boy Willianson e o lendário Robert Johnson. Bluesmen, negros e infelizes no amor. Porém, sexo não faltava. Conta a lenda que Robert Johnson foi morto por um marido traído. Nem o pacto com diabo na encruzilhada salvou-o.
O Spiritual dos negros sulistas é sensacional. Como diria: Espiritual.
Talvez o que sinta mais falta na muzk gospel, nas cantilenas lamuriantes, seja a sinceridade, a motivação que sobra no blues. A fórmula é maior com o compromisso comercial do que ser inspirativo. Infelizmente.
Alguns podem até reclamar e afirmarem que estou errado, mas basta ouvir Lagoinha e suas dezenas de CDs, a fórmula se repete a cada um deles. Provavelmente o primeiro e o segundo sejam antes do molde ser adotado. Ou Michael W.Smith, que com suas muzks clones do U2, encanta e vende nos EUA. Ou o nefando Kirk Franklin, que está entre nós nestes dias, afirmando que quer ser o Michael Jackson dos crentes. Será que ele tem também os mesmos hábitos do X-tranho caçula da família Jackson?
Se compararmos os bluesmen do Mississipi, apenas voz e violão são mais convincentes que todos os cantores de cantilenas lamuriantes com todo a sua parafernália mercadológica.
A cantora pseudo-gospel Aline Barros vai gravar um DVD no Maracanãzinho. Será que a Xuxa vai?
Há uns tempos passados, a banda que toco passou por uma crise sobre o que fazer e para onde ir. No meio de uma das discussões acaloradas que tivemos, um cidadão levantou e disse: vocês não querem a mídia? (diga-se mídia evangélica)
O alvo da discussão ou o centro do furacão tinha estampado meu rosto, minha cabeça raspada, minhas tatuagens, minhas guitarras pintadas desformemente. Não que isto seja um problema, mas é um problema na cabeça do desejoso da mídia.
Acho que tenho realmente este dom de extrair o pior das pessoas.
Se voltarmos algumas décadas atrás, John Lennon no meio de uma de suas crises com a fama e o sucesso, disparou: os Beatles são mais famosos que Jesus Cristo! Criticando o assédio, a veneração que o mundo tinha pelo quarteto e pela falta de privacidade que a fama lhe trouxe. Alguns religiosos de plantão podem ter uma leitura diferente da frase. Podem achar que ele quis se colocar num patamar maior que Jesus, etc. Mas para quem não consegue nem ler e entender o que está escrito na bíblia e aplicar na sua vida, é querer algo, além da capacidade deles. Lennon acabou sendo assassinado na porta de casa, porque achou que podia viver incógnito em Nova Iorque.
Esta semana no discipulado, falamos sobre as leis do Antigo Testamento, e nos detivemos no apedrejamento das mulheres e homens adúlteros. Uma maneira bem radical de diminuir as traições. Aliás, lembrando que no nosso código penal, adultério é crime. Ainda.
Imagine se pudessemos estender algumas destas penas capitais para alguns excessos comportamentais. Acho que não teriamos mais músicos, pastores e políticos na terra.
Talvez assim tivessemos menos aborrecimentos, decepções e adúlteros.
Ah…depois do apedrejamento quero ser cremado e ter minhas cinzas espalhadas em Abbey Road, em Londres, e no rio Mississipi.

Anúncios

Um comentário sobre “O CORRETO APEDREJAMENTO DO EGO ADÚLTERO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s