AMA TEU VIZINHO COMO A TI MESMO

Ontem estava conversando com dois amigos da banda, e eles me perguntaram porque larguei a posição de levita (pessoa que se dedica ao ministério da música e adoração) na igreja. Respondi que tudo na vida tem um tempo, e que não estava mais com paciência ou idade para ficar ouvindo alguém dizer que não evoluo porque escuto rock ou que diga que sou nada, nem uma vírgula por causa de instrumentos musicais.
Os dois me falaram que estava agindo como criança.
Entretanto, quando chegamos num determinado momento da vida, estes aborrecimentos não valem a pena, e não tem espaço mais na vida para gastar energia no inexplicável.
Entre estar ensaiando com pessoas que não vão me acrescentar mais nada, que só trazem aborrecimentos, prefiro direcionar minha energia em projetos que valham os aborrecimentos que venham pelo caminho.
Infelizmente, alguns esquecessem o manual de suas vidas. Se a pessoa está numa igreja, congrega, comunga, convive, adora, etc deve usar o manual de crente para nortear a sua vida.
A Bíblia. Não há sentido, se não usá-la.
Em Mateus 7:1-5, está escrito:

1 Não julgueis, para que não sejais julgados.
2 Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também.
3 Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio?
4 Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a
trave no teu?
5 Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão.

Nas igrejas ou meio religiosos, existe uma máxima escondida, velada que façam o que eu digo, mas não olhem o que eu faço, para não descobrirem meus erros.
A religiosidade tomou conta dos verdadeiros ensinamentos bíblicos. Não vai importar em breve ser evangélico ou católico. Espirita ou renovado.
A ética e o compromisso com qualquer religião será casuística. Pois as diferenças serão mínimas.
Estar apaixonado por Jesus, é passageiro. Amanhã pode-se estar apaixonado por Marilyn Mason, Maomé, Buda ou Chico Xavier.
Logo, é mais fácil os religiosos de plantão vigiarem o próximo para acusarem e exporem os erros dos outros.
Uma tática vil. Enquanto todos olham para o erro de um, ninguém prestará atenção em mim.

Ama teu vizinho como a ti mesmo, Mesmo que ele faça barulho,
Mesmo que ele acorde as crianças de madrugada,
Ele também gosta de silêncio, Mas ele também quer sossego,
Mas acontece que ele vive num horário diferente do teu!

Ama teu vizinho como a ti mesmo, Mesmo que ele seja moço,
Mesmo que ele viva a vida que você não pode,
Ele também sabe que ficar sozinho é uma necessidade,
Naquelas horas que se chega em casa com a cabeça quente!

Ama teu vizinho como a ti mesmo,
Mesmo que ele não precise,
Mesmo que ele seja um grilo na comunidade!

Ama teu vizinho como a ti mesmo, música e letra de Sá, Rodrix e Guarabira

E o manual de crente diz mais algumas coisas interessantes sobre inimigos, inimizades. A Bíblia admite inimigos e a falta de paz entre as pessoas.

Em Romanos 12:18 está escrito:

se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens…

Em Mateus 5.43-48 está escrito também:

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo.
Eu,porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem;
para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o
seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos.
Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo?
E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo?
Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.

Estou tentando melhorar nestes aspectos, mas se visão é unilateral e os relacionamentos nas igrejas tendem a ser de mão-única, onde a imagem é tudo, não tenho motivos para ficar me desgastando.
Prefiro ficar quieto no meu blog.
E já tenho meus 3 filhos para me preocupar.

Anúncios

2 comentários sobre “AMA TEU VIZINHO COMO A TI MESMO

  1. Diogo de Jesus Pereira disse:

    É o que estou martelando no meu blog a mais de 1 mês. É mais fácil ser um religioso, “faça o que eu digo, não o que eu faço” para tranferir culpa e frustração. O culpado pelo “meu erro é você”. É complicado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s